Declaração em Apoio
à Santa Sé
na ONU

Hoje, em muitas arenas internacionais, os valores e virtudes sobre os quais as maiores realizações da civilização foram construídas estão sob ataque. Certas organizações, no nome de uma falsa “libertação,” buscam minar verdades centrais com relação à natureza da pessoa humana e da família. No nome de uma falsa doutrina de direitos humanos, eles negam o que torna os homens verdadeiramente humanos e violam verdadeiros direitos humanos.

Esses grupos têm feito da Santa Sé na ONU um alvo particular. Eles atacam as credenciais da Santa Sé, ignorando o fato de que a Santa Sé está envolvida em relações diplomáticas desde o século 4 e atualmente troca diplomatas com 177 nações. A verdadeira base para o ódio deles, porém, é a firme defesa da Santa Sé à santidade da vida humana e a dignidade inviolável da família.

De algumas maneiras, a Santa Sé é, de fato, totalmente diferente: mas essa qualidade distinta explica sua decisão de se unir à ONU como Observador Permanente. A condição especial da Santa Sé lhe dá condições de incentivar genuíno diálogo, promover solução pacífica de conflitos e apelar para além de meros interesses territoriais de estados para a consciência de seus líderes. Seu serviço desinteressado e não faccioso sempre foi apreciado pelos Estados membros na ONU.

Se essas organizações que veem a Santa Sé como um obstáculo à sua meta de remodelar a humanidade e revisar compreensões morais básicas tiverem sucesso em privar a Santa Sé de sua condição de Observador Permanente, terão seriamente prejudicado a ONU. A ONU funciona por consenso, e essas organizações buscam driblar esse processo calando a voz que sofre a oposição delas.

Deploramos os objetivos deles. Embora muitos de nós não compartilhem ou endossem as doutrinas da Igreja Católica, somos unidos em apoiar o contínuo papel da Santa Sé como Observador Permanente na ONU.

Juntamo-nos aos Estados membros em gratidão pelo testemunho espiritual e moral da Santa Sé na ONU. O mundo seria muito mais pobre se a voz da Santa Sé dentro da ONU fosse silenciada. Que esse dia jamais chegue.

Você é o signatário 6857!

Assine aqui:

 

Comments are closed.